11 de abril de 2017

Vem pra Maceió! Alagoas vai sediar 75ª edição da Soea

cp3

Presidente de todos os Creas assistiram o vídeo de apresentação de Alagoas

Os 50 anos do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), marcado para ocorrer em 2018, serão comemorados em grande estilo. É que a capital alagoana, Maceió, foi escolhida para sediar a 75ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea) do próximo ano. O anuncio foi feito na 2ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua, em Belém-PA.

Na oportunidade, foi apresentado um vídeo destacando a infraestrutura e as belezas naturais de Maceió. O presidente do Crea-AL, Fernando Dacal Reis comemorou a escolha da cidade.

“A engenharia alagoana realmente está esperando fazer uma grande festa, tanto recebendo a engenharia brasileira em Maceió, como comemorando os 50 anos do Crea Alagoas em 2018. Será uma festa só, pleiteamos e conseguimos conquistar a realização da próxima Soea”, afirmou.

Ainda segundo o presidente, os trabalhos para a organização do evento já irão iniciar. “Para um evento dessa natureza é preciso arregaçar as mangas, juntar todas as entidades, a engenharia alagoana, o governo do Estado e o município. Vamos mostrar também todo o nosso potencial com a ajuda do ministro do Turismo, Marx Beltrão, que é alagoano. A Soea é uma ótima oportunidade aquecer a economia do nosso Estado, um dos locais mais visitados do Brasil”, comemorou.

A notícia foi confirmada no lançamento da 74ª (Soea), que será realizada em Belém (PA), no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia. O evento reuniu cerca de 350 pessoas, entre eles, os presidentes dos Conselhos Regionais (Creas) e engenheiros, técnicos e tecnólogos do Sistema.

O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), José Tadeu da Silva, reforçou a assunto central da Soea, cujo tema será “A responsabilidade da Engenharia e da Agronomia para o desenvolvimento do País”, e explicou a importância das profissões tecnológicas neste momento de retomada do crescimento do Brasil.

“Vejam que o tema escolhido tem correlação direta com o progresso, pois não existe desenvolvimento sem engenharia e agronomia. O Pará oferece condições para essa importante reflexão e sobre o papel de destaque do nosso país como principal reserva hídrica que vai ajudar a construir uma ponte para a paz do mundo”, disse Tadeu.

Texto: Ascom Crea-PA e Crea-AL