Tramitação de projetos contra incêndio e pânico é discutido no Crea

  • Notícias

_DSC0854O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) realizou na tarde desta segunda-feira, dia 14, um encontro entre engenheiros de segurança do trabalho e integrantes da Superintendência de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros Militar da Alagoas (CBM-AL), para discutir sobre as dificuldades encontradas na tramitação dos projetos de proteção contra incêndio e pânico na corporação.

A iniciativa, que partiu do Crea, através do conselheiro da época, engenheiro civil e de segurança do trabalho, Edmar Gusmão, serviu para estreitar os contatos e colaborar com uma melhor orientação aos profissionais do conselho e correção de possíveis falhas do sistema utilizado pelo CBM-AL.

_DSC0825“Após entendimento com o comando do Corpo de Bombeiros, decidimos realizar esse encontro para discutir uma grande insatisfação dos projetistas e empresários de Alagoas sobre as tramitações dos processos de projetos contra incêndio e pânico”, disse Dacal

Integrante da superintendência dos Bombeiros, o Major Ribeiro, destacou a iniciativa tomada pelo conselho na busca de afinar e facilitar o trabalho de todos os envolvidos nos tramites de análise e vistoria predial. “Encontros como estes só fortalecem o CBM-AL e ajuda o trabalho que realizamos. Isso mostra a importância de estarmos sempre trabalhando em sintonia com a sociedade”, disse o Major Ribeiro.

Ao fim da reunião ficou definido que será criada uma comissão de engenheiros projetistas para trabalhar as instruções técnicas conjuntamente com o Corpo de Bombeiros. “Será um trabalho voluntário ao lado do CBM-AL, que contará com a supervisão do Crea. Iremos montar um cronograma para revisão dessas informações que serão utilizadas na normatização da lei”, falou Dacal. Também foi citado a realização de um seminário, com apoio do Sinduscon e Ademi, para capacitação dos profissionais interessados.

_DSC0834Ainda foi agendado para o dia 19 de abril, às 9 horas, um próximo encontro entre os profissionais do Crea, o Corpo de Bombeiros e sua equipe técnica de informatização para melhor entrosamento na fluidez dos procedimentos burocráticos em relação ao fluxo dos projetos de proteção contra incêndio e pânico.