19 / 10 / 21

Crea-AL e Seagra instalam Fórum Alagoano de Agronomia

Foram criados grupos de trabalhos com o objetivo de buscar soluções na gestão da água do Canal do Sertão; a destinação do Fecoep para a área rural e políticas de aplicação dos defensivos agrícolas

  O Conselho de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) realizou na última semana, em parceria com a Sociedade dos Engenheiros Agrônomos de Alagoas (Seagra), a instalação do Fórum Alagoano de Agronomia, evento que buscou unir autoridades e especialistas do setor rural com a intenção de articular inúmeras ações de fomento ao desenvolvimento da agronomia do Estado.

“É com muita alegria que estabelecemos hoje como o divisor de águas da nossa Agronomia”, celebrou a presidente do Crea-AL, eng. civ. Rosa Tenório. “Hoje reunimos a nata da área produtiva e acadêmica para resgatar e abrir, efetivamente, mais espaço para o engenheiro agrônomo e para o desenvolvimento do nosso estado”, disse.

Para o presidente da Seagra, eng. agr. Álvaro Machado, a iniciativa é de grande valia para o futuro da profissão. “Este fórum representa a esperança de um novo dia para a agronomia e agricultura de Alagoas. Um trabalho conjunto que traz propostas concretas para a melhoria e revitalização do setor rural de Alagoas”, falou.

Grupos de trabalho

Cumprindo o principal objetivo do Fórum, foram abertos três grupos de trabalho que buscam soluções para os gargalos que afetam a vida do produtor alagoano. Os temas pautados nos grupos foram referentes ao Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), às políticas de aplicação de defensivos agrícolas, e à administração da água do Canal do Sertão de Alagoas.

O conselheiro e coordenador da câmara de Agronomia do Crea-AL, eng. agr. José Teodorico, que no ato também representou a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), exaltou a iniciativa e traçou o propósito de cada grupo. “O Fecoep é um fundo que hoje enxergamos um leve desvio de sua finalidade, e por isso sua discussão se faz necessária. A discussão sobre os defensivos agrícolas traz à tona a necessidade de sua regulamentação, além de sua adequação às novas tecnologias, como o uso de drones, entre outros. Já o Canal do Sertão dispensa apresentações, pois é reconhecidamente de vital importância para o nosso semiárido e toda sua irrigação”, explicou.

Cada grupo foi constituído de engenheiros agrônomos e representantes de instituições, com um coordenador conselheiro do Crea-AL para conduzir as propostas a serem apresentadas para os órgãos e entidades. Confira a lista dos integrantes abaixo:

Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep):

  • Coordenador: José Teodorico (Crea-AL)
  • Integrantes: Mário Agra (Seagra), José Vieira (Ufal) e Cláudio Calheiros (profissional do sistema)

Políticas de Aplicação de Defensivos Agrícolas:

  • Coordenador: Eduardo Calixto (Crea-AL)
  • Integrantes: Ricardo Ramalho (Instituto Terra Viva), Marcos Dantas (Sindagro), Cândido Carnaúba (Sindaçúcar), Eduardo Toledo (Ufal) e Igor Auto (Crea-AL)

Administração da Água do Canal do Sertão de Alagoas:

  • Coordenador: Raul Patriota (Crea-AL)
  • Integrantes: Baependi Viveiros (Seagra), Hibernon Cavalcante (SMDR Arapiraca), Gilvan Gomes (profissional do sistema), Edilson Maia (Faeal) e José Roberto (profissional do sistema).

Painel

Finalizando o evento, abriu-se o painel “Desafios Para Irrigação das Culturas de Alagoas” que levantou debate aberto e propositivo com os presentes sobre o atual panorama da agricultura irrigada alagoana, bem como sua expansão e oportunidades.

Para o vice-presidente da Federação da Agricultura Pecuária do Estado de Alagoas (Faeal), eng. agr. Edilson Maia, a discussão trará muitos frutos no curto e médio-prazo para a realidade agronômica do estado. “Hoje apresentamos os problemas que existem na irrigação e voltamos com soluções prósperas e criativas. Sem dúvida, presenciamos um debate que proporcionará muito desenvolvimento”.

Além dos nomes acima, também participaram das mesas do evento o secretário municipal de Agricultura de Arapiraca, eng. agr. Hibernon Cavalcante; o diretor do Instituto Terra-Viva e ex-presidente do Crea-AL, eng. agr. Ricardo Ramalho; e o assessor executivo de Gestão Interna do Instituto de Meio Ambiente de Alagoas (IMA), eng. agr. Ivens Leão.

Confira abaixo a transmissão completa do evento: