6 de abril de 2018

Estudantes de Penedo participam de ciclo de palestras do Crea Alagoas

A parceria entre a Universidade e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas, ocorreu no histórico auditório do Teatro 7 de Setembro

Alunos dos cursos de engenharia de produção e pesca da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) – Unidade de Penedo -, participaram, nesta quinta-feira, 5, do ciclo de palestras “Crea na Universidade”. Os estudantes assistiram apresentações sobre a ética na profissão e conheceram mais sobre as atribuições do Sistema Confea/Crea na defesa da sociedade.

A parceria entre a Universidade e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), ocorreu no histórico auditório do Teatro 7 de Setembro. O presidente da entidade profissional, Fernando Dacal, deu início ao evento destacando o papel da instituição em garantir segurança para a sociedade e resguardar o mercado de trabalho.

“É fundamental para a gente representar todos os engenheiros, técnicos, tecnólogos e as demais profissões ligadas ao nosso Sistema. A universidade concede apenas o bacharel ao formando, já o Crea habilita o exercício da profissão. E no Conselho disponibilizamos de dispositivos de controle para garantir benefícios ao contratado, ou seja, vocês. É o que chamamos de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), um contrato entre o empregado e o empregador”, disse.

Dacal ainda informou sobre os trâmites para o recém-formado dar entrada no primeiro registro. “Importante destacar que o profissional ainda terá desconto de 60% no primeiro ingresso ao Crea. Além da fiscalização que fazemos em todo Estado, oferecemos um abatimento no valor das especializações, feita com entidades parceiras. Também realizamos eventos gratuitos para todos as pessoas ligados a entidade. Basta ficar atendo aos nossos canais de comunicação”.

Ética na Engenharia

A segunda apresentação do dia ficou por conta do conselheiro e coordenador Nacional de Ética do Sistema Confea/Crea, Marcelo Daniel. “A ética aborda o comportamento humano. É você com sua consciência. É isso que vai determinar o certo e o errado, o justo e o injusto. Hoje, esses conceitos vêm de casa, local fundamental para a formação do caráter”, afirmou.

Exemplos de corrupção, divulgados nos noticiários, foram citados como ações que não devem ser seguidas pelo profissional. De acordo com o coordenador, as comissões de éticas de vários Creas já estão trabalhando na apuração das condutas dos registrados. “Nós do Sistema Confea/Crea temos nosso código de ética. Nele, é transmitido como devemos conduzir nossa profissão”, finalizou.

O Crea Júnior, braço de apoio do Conselho na Universidade, foi representando pelo coordenador adjunto, Marco Bezerra, que informou as vantagens de fazer parte do movimento e a necessidade do crescimento nos interiores de Alagoas. “Somos muito fortes em Maceió, mas precisamos interiorizar nossas ações. Realizamos visitas técnicas, temos apoio de universidades em cursos, tudo com preços acessíveis”, disse Marcos.

Engenharia de vida com Ronaldo Patriota

O evento foi encerrado com a apresentação do coach financeiro e ex-presidente do Crea-AL, Ronaldo Patriota, que falou sobre “Engenharia de Vida – Como ser um profissional de sucesso?”.

Ronaldo ministrou dicas de como os estudantes podem alcançar seus objetivos. “Aqui eu tento passar uma nova forma de viver. A motivação é o que nos move. Com mais planejamento a gente chega em qualquer lugar. Basta ter vontade”.

Segundo Patriota, as pessoas precisam ter autoconhecimento para saber o que realmente querem para a vida. “Esse é o mal de muitos. É muito impotente conversaram consigo mesmo e se questionarem”, destacou.

Mútua caminhando junto

E mais uma vez a Caixa de Assistência dos Profissionais, a Mútua, marcou presença no evento. Foi destacado, pelo presidente Dacal, os benefícios concedidos pela instituição.

“São mais de 40 anos disponíveis na vida dos profissionais. A Caixa de Assistência faz um trabalho social importante, convencendo vantagens em previdência social, apoio para compra de imóveis, carros e até ajuda em empreendimentos”, informou Dacal.

Para a estudante do segundo período de Engenharia de Pesca, Anny Medeiros, o evento foi esclarecedor, principalmente para os discentes que pouco conheciam a entidade.

“Antes eu não sabia a função do Crea. Agora compreendo a importância para a nossa profissão. Sempre vi a fiscalização do Conselho aqui em Penedo, mas tinha pouca consciência da missão deles. Essa aproximação é importante para nós, estudantes”, falou.

Na programação do projeto Crea na Universidade, o próximo evento vai acontecer no município de Arapiraca. A data ainda está sendo discutida.