15 de maio de 2018

Cumprimento do piso salarial dos engenheiros de Alagoas norteia debate

Na última sexta-feira, 11, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) recebeu o engenheiro civil, deputado federal e líder da Frente Parlamentar Mista de Engenharia, Infraestrutura e Desenvolvimento Nacional, Ronaldo Lessa e o engenheiro agrônomo, deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar da Engenharia alagoana, Inácio Loiola, para um debate intitulado como “Papo com a Frente Parlamentar da Engenharia”.

Com a presença de profissionais do Sistema Confea-Crea e Mútua, os líderes da Frente Parlamentar da Engenharia, juntamente com o engenheiro civil e presidente do Crea-AL, Fernando Dacal, o encontrou abordou assuntos de interesse da categoria, como a valorização profissional e o piso salarial dos engenheiros de Alagoas.

Dacal adiantou aos presentes sobre uma minuta de Lei, traçada pelo Conselho, para alterar a legislação dos cargos de engenheiros do Estado. “Cada autarquia tem uma lei, cada secretaria tem uma lei, e já tivemos a informação de que o governador queria fazer por etapa, mas não achamos justo, até porque à exemplo do DER, os profissionais não estão como cargos de engenheiros, estão como nível superior. E o nosso objetivo é colocar todos os engenheiros do Estado dentro de uma só norma”. afirmou.

O presidente destacou ainda sobre o encontro ocorrido com o secretário da Fazenda, George Santoro. “Ele achou muito bom esse caminho de unificar a lei. A valorização profissional hoje em nosso Estado não é só a questão do salário”, completou.

O deputado federal e líder da Frente Parlamentar Mista de Engenharia, Infraestrutura e Desenvolvimento Nacional, Ronaldo Lessa, iniciou sua fala explicando como surgiu a criação da Frente Nacional. “A ideia veio quando estávamos vivendo uma crise onde parecia que tudo que estava errado no Brasil. Engenharia era sinônimo de corrupção. Depois disso, já se viu que se tinha corrupção em tudo que era área do governo”.

“Esse talvez tenha sido um momento que tocou a autoestima da gente, para que a pudêssemos despertar. Federação Nacional dos Engenheiros, o Confea, os Creas, Sindicatos, o Clube de Engenharia do Rio de Janeiro, que começaram a dizer que precisávamos interferir no Congresso, precisávamos criar um instrumento de interlocução e eu fui convidado para esse primeiro encontro com os assessores parlamentares dessas instituições e que trabalham no Congresso Nacional”, afirmou.

Ciente da responsabilidade em ser um dos principais interlocutores com o governador Renan Filho, em garantir a melhoria salarial dos engenheiros do Estado, Lessa atualizou os profissionais presente no evento, destacando que já vem conversando com o chefe do executivo.

Já Inácio Loiola, já começou sua fala afirmando que não entende o porquê desse tratamento diferenciado com relação aos salários de engenheiros da secretaria de saúde, da secretaria de educação, do DER, da secretaria de agricultura do Estado e de tantos outros órgãos. “Eu costumo sempre dizer que o Crea e o Confea não sabem da força que têm. É preciso reavaliar e ter ciência que podemos ir mais que isso”, declarou.

Ao fim da discussão, Loiola propôs uma audiência pública na Assembleia Legislativa no sentido de mostrar a importância dos profissionais do Sistema, o papel desses profissionais para o desenvolvimento de Alagoas. “O debate vai promover a categoria e fazer com que os gestores do governo compreendam essa necessidade de valorizar os servidores que sempre trabalharam para o nosso Estado crescer”.